Arquivo mensal: junho 2013

COLMAR

Padrão

COLMAR

A cada nova cidade com a “grife” da Alsácia, que tivemos o prazer de conhecer, a sensação era sempre a mesma, essa é a mais bonita! E mesmo que viesse a conhecer todas, ainda assim, não seria direito escolher somente uma. Com quase 68.000 habitantes, Colmar é bem maior que  Eguisheim e Riquewihr, e muito, muito bonita. Tem um boulevard que circunda toda a “vieux” Colmar separando-a da parte nova, que é muita arborizada e cheia de parques!

DSC00342

DSC00374

DSC00353

DSC00356

DSC00360

DSC00361

Depois de dar a volta na cidade, entramos na cidade velha pela Petite Venice, que é um bairro todo cortado por canais, margeado por barezinhos e restaurantes. Pegamos o barquinho e fomos passear pelos canais e ouvir a história contada pelo simpático barqueiro. Segundo ele há mais de 10  anos que ninguém compra nada por ali, porque ninguém quer sair de lá!

DSC00362

DSC00363

DSC00364

DSC00365

Foi em Colmar que nasceu Bartholdi, o artista que criou a Estátua da Liberdade, presente da França aos Estados Unidos. Se você estiver em Colmar em qualquer outro dia, que não uma terça feira(todos os museus são fechados na França), poderá visitar o Musée Bartholdi.

DSC00382

Foi em Colmar, que Voltaire alugou uma casa para um séjour de 02 anos.

DSC00386

DSC00387

Nos divertimos, também, vendo as lojinhas que distribuem os produtos com arte e a criatividade dos artistas desconhecidos.

DSC00383

DSC00351

RIQUEWIHR

Padrão

RIQUEWIHR

                               Eguisheim e Riquewihr são bem próximas, a distância entre elas não chega a 20 km. Na verdade, na Alsácia, as cidadezinhas são bem próximas umas das outras, as vezes passávamos por dentro de alguma  em nosso caminho. Quando chegamos, vimos várias indicações de caves, mas não conseguimos visitar nenhuma. Para conseguir visitar, você tem que agendar com antecedência, ou pelo menos saber quais são os dias de visita. Como nosso roteiro foi todo improvisado, nos contentamos em fazer apenas a degustação.  Confesso que não tinha muita simpatia por vinho branco, mas depois que conheci a uva Pinot Gris, fiquei fã, e durante todo o período em que estive na Alsácia, adotei o vinho da Pinot Gris como bebida.

DSC00311

                            Estacionamos o carro perto das caves, e enquanto nos distraíamos com os vinhos não percebemos que a cidade não tinha nada a ver com as fotos que tinha visto. Só depois de passarmos pelo Hotel de Ville é que entramos na “vieux RiqueWihr” maravilhosa como se pode ver pelas fotos abaixo.

DSC00314

DSC00316

DSC00319

DSC00322

DSC00326

DSC00324

DSC00328

DSC00330

DSC00334

Riquewihr, assim como Eguisheim é praticamente um vilarejo, que você percorre  em pouco tempo . Depois de comer um crepe, e alguns docinhos típicos da região, pegamos a estrada em direção a Colmar.

EGUISHEIM

Padrão

EGUISHEIM

                            Foi diretamente para lá que seguimos, quando deixamos a Suiça. Já era tarde quando chegamos ao nosso hotel , L’Hostellerie Des Comtes, mas assim mesmo fomos recebidos calorosamente. Considerando como os franceses são rigorosos com o horário, fizeram questão de garantir o nosso jantar, pedindo a cozinha para aguardar o nosso pedido. A ser comemorado com o vinho da região!

DSC00281

A cidade é uma graça, pequena e medieval,  construida em circulos em torno de uma castelo. Pena que estava fazendo muito frio e não tinha tantas flores, como é normal nesta época do ano. Aliás ficamos sabendo que esta foi a primavera mais fria desde 1810!

DSC00309

DSC00286

DSC00288

DSC00289

Caminhando pela cidade descobrimos que  foi lá que nasceu o Papa Leão IX, em 1002.

DSC00296

DSC00290

DSC00297

DSC00295

DSC00310

Não paramos nas caves, ainda era muito cedo para degustação, depois de conhecer a cidade, decidimos ir direto para Riquewihr.