O Azul de Capri

Padrão

                        Capri, foi o último destino, que tinha planejado visitar, antes de iniciar meu intercâmbio em Reggio Calabria, durante o mês de abril/2019. Assim, como Pompéia e Herculano, esse destino estava na minha lista de lugares de sonhos a visitar. Para chegar em Capri, a partir de Nápoles, existem dois terminais de onde saem os barcos: Molo Beverello e Calata di Massa. Do primeiro saem os barcos mais velozes(aliscafi), e consequentemente mais caros, em março/2019 custava 22,00 euros; e fica mais próximo para quem está vindo de Chiaia, onde estávamos hospedados. Como não havíamos comprado com antecedência, pegamos esse barco, porque era o próximo a sair, depois que chegamos ao terminal.

Este foi o que pegamos na volta, são balsas, mais lentas

                       Na volta, fizemos da mesma forma, pegamos o primeiro que estava previsto para sair, e nesse caso foi o barco mais lento(balsas), custou em torno de 12,00 euros, e descemos em Calata di Massa. Claro, que antes de sair para conhecer a cidade, demos uma olhada prévia nos horários dos barcos, para ter uma ideia de quanto tempo podíamos dispor. A primeira coisa que fiz ao chegar, foi procurar saber os horários dos barcos para a Gruta Azul.

Minha tristeza, por não conhecer a Gruta Azul-SQN

                      Mas não foi dessa vez, foi com tristeza que descobri que naquele dia os passeios para a Gruta Azul estavam interditados por conta da maré. Mas não dá para ficar triste em Capri, com todo aquele azul em volta, e como reza a lenda, sempre devemos deixar um motivo para voltar, então vai ser conhecer a Gruta Azul e as ilhas em volta, como Procida, recomendada por um amigo, onde foi filmado O Talentoso Ripley e O Carteiro e o Poeta.

Muito azul e pouco sol

                        Depois de passear pela praia, pegamos o funicular para subir para o centrinho, ou a cidade propriamente dita. Essa subida também pode ser feita por escada, táxi ou ônibus.

Vista da subida

Vista de Capri durante a subida do funicular

                       O centrinho de Capri, é um charme, seguindo naturalmente o padrão de beleza da natureza que a envolve. São inúmeras lojinhas, com marcas de griffe, produção local, artesanato, alimentação, etc. Eu fiquei deslumbrada com aquela fofura em forma de cidade, mas resolvemos parar para comer alguma coisa, optamos por pizza, vinho e vista para o mar.

Olha o charme das placas de Capri

Breve parada

Charme em toda parte

Por onde a vista alcançar

Piazzeta

Depois de caminhar por toda a cidade, comprar souvenir e tomar sorvete, paramos na piazzeta para tomar um café gourmet com todo estilo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s