Chartres

Padrão

                            Chartres é uma cidade medieval, situada na região Centro da França, no departamento Eure-et-Loir, 80 km a sudoeste de Paris. Tomando o trem que sai da Gare de Montparnasse, em uma hora chega-se lá. Chartres é conhecida por ser um importante local de peregrinação desde a idade média, devido a Sancta Camisa, que se acredita ser a túnica que a Virgem Maria vestia quando estava para dar a luz. Por causa dessa crença, tornou-se uma parada popular para os peregrinos que saiam da região mais central da Europa em direção aos três grandes locais de peregrinação: Santiago de Compostela, Roma e Jerusalém.

digitalizar0004

digitalizar0003

A concha e o cajado, marca para os peregrinos

A concha e o cajado, marca para os peregrinos

                             Chartres também é muito conhecida por sua catedral, o primeiro dos 35 Patrimônios Mundiais da UNESCO na França. A catedral que tinha sido construída em 1145 foi reconstruída após um incêndio em 1194, no melhor estilo Gótico, ou alto gótico, pois à época de sua construção todas as técnicas construtivas características desse estilo já haviam sido aperfeiçoadas, e sanados todos os problemas estruturais, que faziam com que muitos tetos e torres caíssem. À época de sua construção, Chartres, além de ser o centro intelectual da França, antes de ser suplantada por Paris, estava com sua economia em ascensão. Com a revolução agrícola, muitos camponeses saíram do campo para se estabelecer na cidade, transformando-se em prósperos burgueses. Como forma de agradecimento, os comerciantes e mercadores medievais financiaram 44 vitrais, colocando um medalhão representando os diversos ofícios de acordo com quem o havia financiado. A catedral de Chartres é considerada uma das grandes maravilhas do mundo, com 176 janelas, contendo mais de 2.500 metros de vitrais e todos originais.

digitalizar0001

                        DSC00882DSC00881DSC00879

DSC00885                           Para mim, Chartres tem um significado mais que especial por ser a primeira cidade que conheci na França, e por ser lá que morava uma grande amiga de infância. Fiquei hospedada em sua casa e foi ela que primeiro me apresentou a cidade, do jeito que a conhecia. A catedral, os restaurantes, as pâtisseries, os sinais dos peregrinos, etc.

                              Dessa vez, além de visitá-la, queríamos rever a catedral que claro, fazia parte do nosso roteiro das catedrais góticas. Saímos de Paris numa sexta-feira do mês de maio, o que foi uma sorte, pois não sabia que todos os anos no período de abril a outubro, as sexta-feira, os bancos da nave são retirados para que as pessoas possam percorrer os caminhos tortuosos do labirinto incrustado no chão da nave, representando simbolicamente “sua peregrinação na Terra com todas as falsas voltas – não há becos sem saída no labirinto de Chartres”. Eu e Teena fizemos questão de percorrer o labirinto circular de 261,50 metros de extensão. Segundo informação, o labirinto foi posicionado na entrada oeste da catedral de forma a representar simbolicamente nossos primeiros passos na vida espiritual.

DSC00876

                                  Depois de terminada nossa visita a catedral, escolhemos uma creperia ali perto para almoçar, Loli tinha falado que havia várias, todas muito boas. Como fazia muito frio e começou a chover entramos no primeiro restaurante. Já tínhamos até sentado, mas desistimos quando vimos que não havia crepe.Finalmento encontramos um super charmoso, com mesa vaga no 1º andar. Valeu a pena!, Depois do almoço pegamos um ônibus para visitar Loli para mais uma e pela última vez, pois minha amiga se foi em novembro.

DSC00886DSC00888DSC00889DSC00894

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s