Arquivo da categoria: Distrito Federal

Chapada Imperial – um paraíso no cerrado.

Padrão

00015

                         Mais uma sessão nostalgia, desta vez, foi apenas um bate e volta, de Brasília a Chapada Imperial, distante 50 km da capital federal, onde me encontrava fazendo um curso de 3 semanas, em 2008. Foi uma excelente dica de passeio, de nossa colega de turma, residente em Brasília, e que ainda providenciou nossa ida ao local. Nada melhor do que relaxar curtindo a natureza depois de queimar os neurônios em complicadas fórmulas matemáticas, objeto de estudo no curso. E natureza deslumbrante e exótica é o que não falta neste lugar. São 4.800 ha com 50 cachoeiras, vegetação tipica do cerrado, formação rochosa num terreno acidentado formando canions, no ponto mais alto do Distrito Federal a 1.342 metros.00006

                      A Chapada Imperial é uma área de preservação ambiental, uma reserva ecológica particular que vem sendo preservada desde 1986. Tem uma ótima estrutura de apoio, com restaurante, banheiro, chalés, áreas de camping, parquinho infantil, redário e lojinha com artesanato e produtos locais. Como opção de lazer existem o arvorismo, tirolesa, e as trilhas.

00002

00003

                      Depois de estirar as pernas, fizemos um reconhecimento do local, para então iniciar a trilha, com a ajuda do guia. Fizemos a trilha longa que dura em torno de 4 horas e passa por umas quinze cachoeiras, com paradas para banho. Seguimos margeando o ribeirão Dois Irmãos, numa paisagem linda, bastante diversa da que estamos acostumados aqui no nordeste.

Toda turma se preparando para iniciar a trilha!

Toda turma se preparando para iniciar a trilha!

Primeiros passos.

Primeiros passos.

Sinalização das trilhas

Sinalização das trilhas

00001

00009

                  No final da trilha, somos recompensados com uma vista deslumbrante do mirante da espuma, e a alegria de saber que seremos “resgatados”. Só que a gente desconhecia que o resgate era feito por um autêntico pau-de-arara. Não que tenha preconceito, mas balançava demais e não tinha lugar para segurar. Mas enfim, apesar do cansaço, super valeu a pena, e de volta a sede, ainda consegui vencer o pânico para experimentar a aventura do arvorismo e da tirolesa. 00013