Chinon

Padrão

DSC01445                Continuando nosso roteiro do Vale do Loire, chegamos em Chinon depois de rodar aproximadamente 33 km, a partir de Saumur. A pequena cidade medieval, está cercada pelos rios Vienne e Loire e fica aos pés da colina onde foi construída a Fortaleza Royal de Chinon, de onde se tem uma vista maravilhosa. Até então, todo meu conhecimento sobre a cidade, resumia-se ao vinho “Chinon” e ao encontro histórico entre Joana d’Arc e o delfim, o futuro rei Carlos VII, principal razão da visita à cidade. Se havia lido antes sobre a situação atual da fortaleza, não registrei, mas o fato é que ao olhar aquela imensa fortaleza em ruínas, fiquei arrasada. Só o que ficou de pé foram as três torres e as muralhas, o restante foi demolido a mando de Richelieu, um Cardeal-bispo de política absolutista. Nem o salão, onde se passou a cena histórica, com Joana d’Arc se ajoelhando diante do delfim após identificá-lo (mesmo este se disfarçando), para dizer da parte de Deus que ele era filho legítimo do rei da França, portanto, era ele o legítimo rei da França, foi poupado. Pode-se ver pela beleza da torre que ficou de pé, a grandiosidade do restante da construção em pedras, do castelo-fortaleza. Fiquei andando por ali, tirando fotos, sentindo a energia do lugar, sem conseguir ir embora. Só após os insistentes chamados das meninas, foi que resolvi deixar o local.

DSC01436

DSC01442                      Chegamos a fortaleza de carro por um acesso que nos levou direto a ela, e só tivemos que estacioná-lo nas proximidades. Na época de Joana d’Arc não era assim, não existia a rodovia, o acesso era feito pela ladeira de pedra, com acentuada inclinação. Joana, chegou de cavalo até o início da subida. Fizemos então o caminho inverso, do alto da fortaleza descemos pela ladeira até a cidade.

DSC01431DSC01450DSC01451DSC01452

                       Foi aqui diante dessa casa, onde se pode ver a placa em cima da porta que Joana, desceu do cavalo para subir a ladeira até a fortaleza e encontrar com o delfim. Sou fascinada por Joana d’Arc e acredito que os franceses também, pois fazem questão  de deixar registrado todos os locais por onde ela passou. A cidade de Chinon parece que parou no tempo, e assim podemos de fato nos transportar através dele e imaginar a vida naquela época. DSC01454

 

DSC01456

                    Uma vez embaixo, demos uma circulada por toda a cidade que é uma graça, com praças e barezinhos, e aí já estava na hora de levantar voo para aterrissar em Azay-le Rideau.

DSC01457DSC01460DSC01461DSC01462

»

  1. Pingback: Vale do Loire | Ana Luiza

  2. Pingback: Château d’Azay-le-Rideau | Ana Luiza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s