Vale do Loire

Padrão

                      Para encerrar a viagem com chave de ouro, planejamos conhecer o Vale do Loire no último final de semana. Depois de entregar o apartamento, deixamos toda a grande bagagem na casa das meninas, em Paris, e partimos. Fomos direto para Tours, de trem, pois como a cidade é conhecida como a porta de entrada do Loire, decidimos montar lá nossa base. Reservamos hotel para duas noites, e acertamos com a locadora para pegar o carro no dia seguinte a nossa chegada, pois não precisaríamos dele em Tours, já que a cidade é pequena, e dá para percorrer a pé. Minha vontade era de fazer pelo menos uma parte do caminho de bike, pois sei que existem vários passeios. Mas, diante das circunstâncias, de pouco tempo e do clima, ainda frio, me rendi as evidências, e ficou só na vontade. Ficou para uma próxima vez.

                      Depois de muito planejar, o roteiro ficou assim; no primeiro dia, incluindo o deslocamento ficamos em Tours. No dia seguinte, pegamos o carro na locadora, e seguimos primeiro para Villandry, depois Saumur, Chinon, Azay-le Rideau, Montrésor e Amboise. No último dia, Chenonceau, Blois e Chambord. Não foi fácil montar esse roteiro, diante da enorme variedade de opções que a região oferece. Dos inúmeros castelos, as pequenas cidades, passando pela produção de vinhos, espumantes, aspargos, champignos e por ai vai.  Chegamos a conclusão que não daria  para entrar em todos os castelos, apesar da grande tentação, pois além do tempo não permitir, ficaria muito cansativo. Como estávamos em quatro, também tinha que haver um consenso nas escolhas.

                    Cada viagem, é uma aventura diferente, variam os companheiros, os lugares, o tempo, os motivos, mas sempre é uma alegria, conhecer novos lugares, rever outros, e simplesmente flanar pelo mundo afora e voltar com a alma tranquila e rejuvenescida. Rodando ao lado do rio Loire, com toda aquela paisagem ao nosso redor dá para entender porque a realeza  escolheu aquele lugar para construir seus castelos. A viagem foi curta, mas deu para conhecer um pouco do Loire, e se divertir muito!

                 A medida que for escrevendo os posts, vou fazendo o link com o roteiro que mencionei acima.

»

  1. Pingback: Tours | Ana Luiza

  2. Pingback: Chinon | Ana Luiza

  3. Pingback: Montrésor | Ana Luiza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s