Tours

Padrão

       DSC01336

             Conforme havia mencionado nesse post aqui, começamos nossa viagem ao Vale do Loire por Tours, cidade que escolhemos para nos servir de base. Tanto por sua localização, cercada de castelos por todos os lados, quanto pela  infraestrutura. Chegamos lá de trem, duas horas depois de deixar Paris, saindo da Gare de Austerlitz.  Alugamos o carro para o dia seguinte, na própria gare, deixamos as malas no hotel e saímos para explorar a cidade.

                    Tours é uma cidade muito bonita, localizada entre dois rios, La Loire e Le Clerc, foi fundada no século I, sob o nome de Caesarodunum, sendo uma das 50 Romas em miniatura dadas aos legionários romanos, que lutaram na Gália e no Egito. Augusto queria agradar aos legionários, mas ao mesmo tempo deixá-los bem longe de Roma evitando assim os distúrbios quando voltassem dos serviços. Floresceu nos dois séculos seguintes, mas depois da chegada dos bárbaros germânicos, que não souberam dar continuidade ao sistema romano de impostos e manter sua infraestrutura, a cidade começou a decair. Durante o período de quase 200 anos (1418 a 1589) em que os reis franceses residiram no Loire, construindo seus castelos em volta dela,Tours voltou ao seu apogeu, e o tornou-se o centro econômico e administrativo do reino, substituindo Paris. E ao contrário dela, que teve a maior parte do passado medieval derrubado pelo Barão von Haussmann, o distrito medieval de Tours, foi bem restaurado.

Defronte ao hotel prontas para explorar.

Defronte ao hotel, se preparando para alçar voo.

                      Deixamos o hotel, e de mapa na mão, seguimos em direção a vieux Tours, distrito medieval. Ao longo do caminho, encontramos vestígios da antiga cidade romana, construções do período medieval, renascentista, até culminar com uma mistura de estilos na Place Plumereau, que é bem animada, cheia de bares e restaurantes. DSC01353

DSC01354

DSC01346

DSC01341

DSC01345                   Não conseguimos resistir ao chamado da Place Plumereau, e apesar do frio, paramos para brindar ao clima festivo da cidade. DSC01365

                   Num cenário como esse, não há mais nada a fazer que não seja, andar, andar e andar……..E foi assim que passamos por Tours.

Uma resposta »

  1. Pingback: Vale do Loire | Ana Luiza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s