Síria

No Knives in the Kitchens of This City, de Khaled Khalifa, foi o romance escolhido para representar a Síria, no projeto #198 Livros. Antes de iniciar a leitura, fiz questão de pesquisar um pouco sobre a história da Síria, a fim de poder entender melhor a situação política do país, no período em que foi ambientada a história, ou seja entre os anos 60 e 2000. O romance se desenvolve na cidade de Aleppo, e termina vários anos antes da guerra civil.

Khalifa Khalifa, nasceu em Aleppo, Síria, em 1964. Se formou em artes, pela Universidade de Aleppo. Escreveu roteiros para TV e cinema, poesia e prosa, sendo No Knives in the Kitchens of This City, seu quarto romance. Vive em Damasco.

Khalifa, conta a história de uma tradicional família, mãe e quatro filhos, que se mudam de Midan Akbas, uma pequena vila ao sul da fronteira com a Turquia, para Aleppo, cidade natal da mãe, depois que esta é abandonada pelo marido. O romance é narrado por um dos filhos, que não se identifica nem revela muito sobre si mesmo, nem mesmo o nome. Revela que seu nascimento ocorrido poucos dias antes do golpe de 1963, não é um bom sinal, pois o associa a situação política do país, vítima de um regime opressor e cruel, que leva a violência e decadência, saqueando e sufocando de suas vidas qualquer possibilidade de felicidade. Cada personagem, será retratado por ele, sendo os mais importantes, além da mãe, uma professora, oriunda de uma tradicional família de Aleppo; Suad, a irmã, mais nova, que morre cedo devido a uma deficiência, e que provoca atritos entre os irmãos e a mãe, pois tem vergonha da doença da filha, e a esconde da sociedade, causando a indignação dos filhos; Swasan, a irmã vibrante, sensual, que vive intensamente seus extremos, dos relacionamentos aos propósitos de vida, na expectativa de alcançar a salvação; Rashid, o irmão músico, depressivo e perdido na vida; Nizad, tio deles, o irmão mais ligado a mãe, e que sofre muito preconceito por parte da família, e da sociedade, pela sua homossexualidade, mas nem por isso abre mão de vivê-la intensamente, o que o torna um dos personagens mais bem estruturados do romance.

O romance se desenvolve em círculos e camadas que vão e vem, liberando aos poucos as informações sobre os personagens, aprofundando dessa forma o conhecimento sobre a personalidade de cada um. No entanto, a narrativa torna-se, algumas vezes, lenta e difícil de seguir.

Foi publicado pela primeira vez em árabe, em 2013, e traduzido para o inglês em 2016, por Leri Price. Foi o vencedor do The Naguib Mahfouz Medal for Literatura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.