ITÁLIA: Casalbuono, honrando os ancestrais

Padrão

                   A Itália está no meu DNA, na proporção de 35%(MyHeritageDNA). Sempre soube que a origem da minha família vinha da Itália, que “um dia dois irmãos italianos vieram da Calabria para o Brasil, indo um para Recife e o outro para Nazaré da Mata”. Só que a história não era bem assim; eles não eram irmãos, mas primos, um deles não foi para Recife, mas Catende; o Calabria é só no nome, na verdade vieram de Casalbuono, comuna da província de Salerno, na região da Campânia. A verdadeira história eu ainda estou pesquisando, mas a comuna eu já visitei.

                                         Arredores de Casalbuono

                                         Chegada na cidade

                  Casalbuono, fica a 165km de Nápoles, e atualmente pertence ao Parque Nacional do Cilento e do Vale do Diano. O parque foi criado em 1991, para proteger a região do Cilento da especulação imobiliária e do turismo em massa. Em 1998, tornou-se Patrimônio Mundial da UNESCO. Para chegar lá alugamos um carro na estação central de trens em Nápoles e seguimos direto.  

                  Não dá para explicar a emoção que senti, ao chegar na cidade onde viveram meus ancestrais. No início achei estranho porque a cidade parecia deserta, nos dirigimos a prefeitura para solicitar alguns documentos, e a funcionária me pediu para voltar a tarde.

                                                                Prefeitura

                       Praça com nome de um ancestral Michelle Calabria

                              Mapa do Parque Nacional de Cilento e Vale do Diano

              E só depois de algum tempo vivendo no sul da Itália, foi que entendi porque a cidade estava deserta daquele jeito. Era a pausa que fazem para o almoço e descanso, entre as 13:00 e as 16:00, quando toda a cidade para. Então pedimos indicação de restaurante e fomos almoçar.

                                                    Pousada/restaurante

                                                            Restaurante

                                    Risoto de funghi e vinho da casa

                    Almoço delicioso, risoto de funghi, vinho da casa e mousse de pistacchio. Depois do almoço e enquanto aguardávamos a prefeitura abrir, fomos explorar o centro histórico. Não tenho muitos dados da fundação da cidade, mas vem da época medieval, pois consta que a igreja Santa Maria delle Grazie, situada na praça Carlo Pisacane, foi construída no século XII.

                                                        Centro Histórico

                                                Piazza Carlo Pisacane

                                          Chiesa Santa Maria delle Grazie

                 Conversei com alguns moradores, queria ter a sensação de pertencimento na cidade dos meus ancestrais. No final da tarde, no caminho de volta para Nápoles, fomos contemplados com este por-do-sol.

                                                    Voltando para Nápoles

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s