Guiné-Bissau

Padrão

  IMG_0125As vezes um nome do país não é nem tão desconhecido, mas conhecimento mesmo, não existe. Então, não tem jeito, tem que dar uma “googlada” Esse pequeno país é banhado pelo Oceano Atlântico, fazendo fronteira com o Senegal ao norte, e foi colonizado por Portugal. Embora,  para mim, o mais certo seria dizer que foi invadido e explorado por Portugal, assim como o são todas as colônias, por seus colonizadores. Através, da leitura de romances que contam histórias, de seus países, como estamos fazendo neste projeto #198livros,  vamos nos enriquecendo.

Para representar a Guiné-Bissau, o escolhido foi A Última Tragédia, de Abdulai Sila. Com este título, poderíamos pensar que se o enredo fizesse jus a ele, seria o maior baixo astral. Mas aí é que vem a surpresa, o livro conta de forma extremamente divertida, a história dos três protagonistas, Ndani, o Professor e o Régulo, personagens, que se entrelaçam entre si. Ndani, é uma adolescente que resolve sair de casa, no povoado de Biombo, depois que um feiticeiro fez uma profecia, segundo a qual, ela teria uma vida de tragédias por ser portadora de maus espíritos. Ela vai para Bissau, para se tornar criada na casa de brancos; O Professor foi educado por padres italianos, e teve uma história de vida trágica, após perder o pai que foi preso e torturado pelos brancos, pela cobrança injusta de impostos; E o Régulo, que é o administrador da aldeia de Quinhamed, tem um desprendimento e grandeza absolutos. E apesar de analfabeto, tem uma sabedoria, que segundo ele vem do hábito de pensar.

No meio das relações conflituosas, entre colonizador branco e opressor e do preto oprimido dentro de sua própria terra, esses três personagens, ousam viver sua liberdade, e o direito de ser africano. Eles se insurgem contra o colonialismo, ainda que essa ousadia venha acompanhada de sucessivas tragédias. Mas ainda assim, é um livro delicioso de se ler.

 

 

»

    • Em compensação, você está bem mais adiantada no projeto hahaha! Coloquei uma meta de atualizar os posts até o final de 2016, vamos ver, faltam poucos! Você tem razão, as vezes trava e a gente não consegue avançar! Mas até isso este projeto tem me ajudado, a ter mais disciplina!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s