Tour Jean Sans Peur

Padrão

                             Quando o rei Felipe Augusto(1180-1223) construiu uma fortaleza interligada por uma muralha de cinco quilometros que circundava Paris, englobando uma área de 243 hectares, no século XIII, ele queria proteger a cidade e garantir a segurança da população. Sentindo-se protegidas, numa época de muita insegurança, elas sairiam do campo e construriam suas casas junto ao muro, o que de fato aconteceu. A Tour de Jean sans peur  era parte do palácio que foi construido por Robert d’Artois sobrinho de S. Luis.

                               Ao final da construção, iniciada em 1270, o palácio, ou Hôtel d’Artois, estava metade dentro e metade fora do muro de Felipe Augusto, permitindo que seus ocupantes atravessassem Paris sem presisar descer as ruas.  Após o casamento da herdeira de Robert, Marguerit com o Duque de Bourgogne, o palácio passa a se chamar Palácio dos duques de Bourgogne.

DSC01042

DSC01043

                             A Tour Jean sans peur, é o que restou do palácio dos duques de Bourgogne, e era a mais alta torre civil medieval da capital, à sua época. Tinha 27 metros de altura, quando a altura máxima dos prédios da cidade oscilava entre 8 e 10 metros. Desde 1999, a torre transformou-se em um pequeno museu, onde é possível conhecer a história, arquitetura civil medieval, e o cotidiano dos habitantes da cidade.  Com esse propósito de tornar conhecida a realidade daquela época, são realizadas também exposições temporárias com temas diversos. Quando visitamos a torre em maio/2013 o tema da exposição temporária era sobre as festas civis, e atualmente está em exposição “a escola na idade média“.

DSC01315DSC01303

DSC01305

                                            Ao final da escada em espiral encontramos uma obra prima da escultura medieval francesa do século XV, a aboboda vegetal, com motivos heráldicos representando três espécies diferentes de vegetais: o carvalho que representava Phillipe Le Hardi(o pai), o espinheiro branco representando Marguerite de Male (a mãe) e o lúpulo, representando o filho, Jean sans peur. Imagine agora que essa escultura era pintada, sendo o fundo azul, as folhas verdes e o caule marron.

DSC01310

DSC01309

                              No quarto do duque, apesar de ser utilizado para reuniões, uma surpresa, quase uma suite, com um banheiro que contrariamente ao que era utilizado à época, não lançava os dejetos no exterior, mas tinha um tubo da espessura de uma parede que desembocava num buraco no subsolo. Ao lado do banheiro, tinha um jarro, bacia e toalha para lavar as mãos. DSC01314DSC01311

                             No último andar, no sótão, vamos encontrar exemplares das roupas que os duques vestiam e painéis demonstrando como era a vida naquela época.

DSC01306

DSC01307

DSC01308

                              As exposições temporárias acontecem no subsolo e a cada ano é feita uma nova programação, que incluem temas relativos ao cotidiano medieval, incluindo conferências e concertos.

                              A Tour Jean sans peur localiza-se na 20, rue Étienne Marcel, 75002 Paris

Metrô : linha 4, estação Étienne Marcel

Ônibus : linha 29, parada Turbigo / Étienne Marcel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s